Significado das palavras Natal e Réveillon

Compartilhar post

E mais uma vez o final do ano chegou!!

Mesmo em um ano tão atípico e preocupante, essa época sempre é cheia de sentimentos  como amor , gratidão e desejo de um novo ano incrível…

Mas, de onde surgiram esses termos ” Natal” e ” Réveillon” ??

Continue a leitura e descubra o significado das palavras Natal e Réveillon..

 

Origem da palavra Natal.

Fica fácil de entender o significado da palavra natal, no Brasil e em Portugal, se você atentar para a forma como o feriado é chamado no mundo hispânico: navidad. Natividade, nascimento, é a festa que celebra a concepção humana através do nascimento do maior símbolo do cristianismo: Jesus Cristo.

Não que Jesus tenha nascido em um dia 25 de dezembro. A data foi uma, digamos, “licença poética” da Igreja Católica, preocupada com cultos pagãos que atravessavam a história e as nações e teimosamente permaneciam sendo celebrados no final de dezembro, mesmo depois da cristianização do mundo ocidental.

A partir do Papa Julius I, no Século IV DC, a Igreja criou a história do nascimento de Cristo justamente na data das festas pagãs, diminuindo-lhes a importância, já que o que o povo queria era festa, pão e circo (e um pouquinho de vinho também). Outro Papa,  O Imperador do Sacro Império Romano, Justiniano, um século depois, tornaria a data um feriado mundial.

 

Origem da palavra Réveillon.

A palavra Réveillon vem do verbo francês sinônimo de “acordar”. Curioso é que a data comemorativa até a revolução francesa era somente o ano novo, o primeiro de janeiro. A decadência da aristocracia após rolarem algumas cabeças por força da revolta popular francesa que desaguou em Napoleão Bonaparte fez surgir o hábito de se acordar para aguardar a virada do ano. Daí surgiu o termo “réveillon”.

Dizia-se que os nobres franceses sempre festejavam até o nascer do dia. Com o declínio da aristocracia após 1789 e a tomada da Bastilha, tiveram que se conter: somente seria possível beber até o dia raiar na véspera do ano novo. O termo “réveillon” nascia e contaminaria diversas línguas de inúmeros povos do mundo.

No Brasil, o sincretismo religioso, que é a mescla de símbolos de distintas religiões, transformou o nosso réveillon em uma festa à Iemanjá e à Umbanda, herança africana muito marcante em nosso país. Os rituais de purificação e da lavação de escadarias e átrios de igreja por praticantes de candomblé também deriva do sincretismo religioso. Ou seja: continua sendo festa, mas ganhou nuances religiosos nos países latinos, e de rituais africanos em específico no Brasil.

Continue seguindo nosso blog, e fique por dentro de curiosidades da língua portuguesa!

 

Explore mais

Coluna

Técnicas para discurso político

Aqui nós vamos ensinar alguns truques retóricos muito utilizados em discursos políticos – daqueles que enganam bem os ouvintes menos atentos. Vamos começar com a

Coluna

Origem da palavra Blog

Você está num blog, existem inúmeros, com todo o tipo de assunto: beleza, saúde, bem-estar, culinária, dicas práticas e por ai vai…Mas bem provavelmente você